domingo, 6 de março de 2011


Saudade

4
concordocomvoce:

E eu continuo dizendo que está tudo bem, quando na verdade minha vontade é de puxar alguém pra perto, abraçar e chorar até não aguentar mais. — Leandra Ramos
Ah! Saudade 
Dor que vem devagarzinho, de mansinho, 
Vai chegando como quem não nada quer ... 
Se instala sem pedir licença... 
Como o vento...é brisa que vai aumentando sem se ver... 
Ah!...Saudade... 
Tu és a ausência de alguma presença... 
És a musa inspiradora dos poetas... 
Companheira dos amores perdidos... desiludidos, sofridos... 
Dos amores banidos... 
Ah!...Saudade... 
Lição de vida... 
E que lição... que vida... 
Vida vivida... aprendida...sofrida. 
Lição de quem já amou, sofreu ...enfim... viveu. 
Ah!... Saudade...
Saudade da infância...das brincadeira... dos lugares...
dos amigos...dos parceiros...falsos ou verdadeiros,
Dos namoros, das musicas, das conversas,
Saudade é dor doida...
Porem,sincera...verdadeira...
Ah!... Saudade...
Enfim... saudade...
Companheira de uma vida inteira...

4 comentários:

Pegadas do Coração disse...

Sempre temos uma estória pra contar da saudade, não é mesmo?Não importa se é bom ou ruim, o melhor é compartilhar um pouco desse sentimento que fica guardado por algum tempo.
Obrigado por sua visita, estou seguindoo..
Bjo grande!

Merini disse...

Oi querida, obrigada por sua visita!
Estou seguindo. Já vi que vou gostar do que você posta aqui. Bjs.

Julliany kotona disse...

querida amei tua visita em meu blog ei amei seu cantinho lindo de viver to seguindo já querida bjokaaaaaaas. bom carnaval.

Maiara disse...

Ah, a saudade. É uma dor afável, que dói devagar só para não se deixar esquecer. Quem nunca a sentiu, não sabe o que está perdendo.

Gostei do seu espaço moça, além de ter uma aparência muito agradável, vejo muito conteúdo por aqui. Já vou segui-la.

Um beijo. ^^

Postar um comentário

domingo, 6 de março de 2011

Saudade

concordocomvoce:

E eu continuo dizendo que está tudo bem, quando na verdade minha vontade é de puxar alguém pra perto, abraçar e chorar até não aguentar mais. — Leandra Ramos
Ah! Saudade 
Dor que vem devagarzinho, de mansinho, 
Vai chegando como quem não nada quer ... 
Se instala sem pedir licença... 
Como o vento...é brisa que vai aumentando sem se ver... 
Ah!...Saudade... 
Tu és a ausência de alguma presença... 
És a musa inspiradora dos poetas... 
Companheira dos amores perdidos... desiludidos, sofridos... 
Dos amores banidos... 
Ah!...Saudade... 
Lição de vida... 
E que lição... que vida... 
Vida vivida... aprendida...sofrida. 
Lição de quem já amou, sofreu ...enfim... viveu. 
Ah!... Saudade...
Saudade da infância...das brincadeira... dos lugares...
dos amigos...dos parceiros...falsos ou verdadeiros,
Dos namoros, das musicas, das conversas,
Saudade é dor doida...
Porem,sincera...verdadeira...
Ah!... Saudade...
Enfim... saudade...
Companheira de uma vida inteira...

4 comentários:

  1. Sempre temos uma estória pra contar da saudade, não é mesmo?Não importa se é bom ou ruim, o melhor é compartilhar um pouco desse sentimento que fica guardado por algum tempo.
    Obrigado por sua visita, estou seguindoo..
    Bjo grande!

    ResponderExcluir
  2. Oi querida, obrigada por sua visita!
    Estou seguindo. Já vi que vou gostar do que você posta aqui. Bjs.

    ResponderExcluir
  3. querida amei tua visita em meu blog ei amei seu cantinho lindo de viver to seguindo já querida bjokaaaaaaas. bom carnaval.

    ResponderExcluir
  4. Ah, a saudade. É uma dor afável, que dói devagar só para não se deixar esquecer. Quem nunca a sentiu, não sabe o que está perdendo.

    Gostei do seu espaço moça, além de ter uma aparência muito agradável, vejo muito conteúdo por aqui. Já vou segui-la.

    Um beijo. ^^

    ResponderExcluir